Horta urbana: cinco vegetais para plantar com pouco espaço

Dicas de plantio, irrigação e colheita para ter um pomar saudável e produtivo

tomate-tomatinho (Foto: Rob Bertholf/Wikimedia Commons)Tomatinho é ótimo para incrementar saladas e massas (Foto: Rob Bertholf/Wikimedia Commons)

Colher alimentos frescos para usar diretamente nas receitas é muito bom. E para isso, não é preciso ir à feira todos os dias. É possível montar uma horta caseira na qual você cultiva seus vegetais preferidos. A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), listou cinco hortaliças ideais para plantar em espaços pequenos e médios. Confira:

Alface 
Há variedades de inverno, que preferem temperaturas amenas e frias, e as de verão, que crescem bem mesmo com o clima mais quente. As mudas podem ser plantadas em vasos, desde que o local seja bem iluminado.

alface-folha (Foto: Max Pixel/Creative Commons)Alface  (Foto: Max Pixel/Creative Commons)
Além disso, é preciso ser irrigada com frequência (mas sem encharcar), pois o solo precisa ficar úmido – e possuir alto teor de matéria orgânica. A colheita da alface pode ser feita entre 55 e 130 dias depois da semeadura.

Cenoura

O vegetal cresce melhor em temperaturas amenas, mas existem cultivares no mercado que se adaptam a condições mais quentes. Ainda assim, é indicado plantá-lo entre o outono e o inverno. As sementes devem ser colocadas diretamente na terra, com profundidade de 0,5 cm a 1 cm, pois a cenoura não suporta transplante. As variedades que têm raízes arredondadas devem ser semeadas em vasos, mas a profundidade dos mesmos deve comportar o tamanho da raiz!

cenoura (Foto: Max Pixel/Creative Commons)Cenoura (Foto: Max Pixel/Creative Commons)

O local precisa ter boa luminosidade, mesmo a cenoura aguentando meia sombra. A irrigação deve ser feita quando necessária para que o solo fique úmido – cuidado, pois o excesso de água apodrece as raízes. A colheita ocorre entre 60 e 120 dias após a germinação. Caso apareça plantas invasoras, é preciso removê-las.

Couve

A planta cresce melhor no outono ou inverno, por causa do clima mais frio. O calor pode prejudicar a qualidade das folhas, diminuindo o crescimento, aparência e sabor. O plantio por sementes deve ser feito diretamente na horta (com aproximadamente 1 cm de profundidade) ou em sementeiras, transplantadas quando estiverem com 10 cm de altura e irrigando logo em seguida. É possível também cultivá-la por brotos laterais retirados de plantas adultas.

O local da planta deve ter alta luminosidade, com sol direto. O solo precisa ser mantido úmido, mas sem encharcar. Para manter a couve com altura e tamanho adequados, corte a ponta do caule principal. Isso facilita o manuseio e a colheita, além de favorecer o desenvolvimento de brotos laterais. A couve pode ser colhida de 70 a 112 dias após o plantio. Entenda mais como cultivar couve.

Rúcula

A hortaliça cresce melhor em clima ameno, com temperaturas em torno de 16°C a 22°C. Por isso, recomenda-se o plantio em março e julho. O recomendado é plantar as sementes diretamente no local definitivo, superficialmente com até 0,5 cm no solo. Também é possível plantar rúcula em sementeiras, com as mudas sendo transplantadas quando atingirem 5 cm de altura, mas cuidado para não danificar as raízes!

Durante o outono e inverno a hortaliça pode ser cultivada com sol direto o dia todo, mas no verão é melhor que tenha sombra parcial, principalmente durante as horas mais quentes. Irrigue com frequência para que o solo fique sempre úmido, mas sem afogar a planta. A partir de 20 a 65 dias da semeadura já é possível fazer a colheita. Se aparecer plantas invasoras, retire-as.

Tomate Cereja

O tomateiro produz melhor com temperaturas diurnas entre 20°C e 26°C, com uma variação de temperatura entre o dia e a noite. As sementes podem ser plantadas diretamente no local definitivo ou em sementeiras, com cerca de 10 cm de altura e 7 cm de diâmetro. O plantio das mudas é realizado quando elas atingem de 15 cm a 25 cm de altura. Os tomateiros se adaptam em vasos, jardineiras e cestas, a variedade deve ser do tamanho do recipiente – estes precisam ser escorados para assegurar seu desenvolvimento. Podem ser usadas varas de bambu ou de madeira, tomando-se o cuidado ao amarrar os suportes em cada planta.

tomate-cereja-tomatinho (Foto: Max Pixel/Creative Commons)Tomate cereja (Foto: Max Pixel/Creative Commons)

O fruto produz melhor quando recebe bola luminosidade, com sol direto por algumas horas no dia. Irrigue com frequência para manter o solo úmido. O tomate não precisa estar maduro para a colheita que, em geral, inicia-se de 90 a 100 dias após o transplante.

Fonte: Globo Rural

Anúncios

Saiba quanto de água colocar na plantação de tomate em uma horta caseira

Cultivar tomates pode ser gratificante e fácil, mas você deve prestar muita atenção aos seus tomateiros e dar-lhes o cuidado necessário para sobreviver. Você terá de avaliar com cuidado a quantidade de água que eles necessitam diariamente e perceber sinais evidentes de desequilíbrio se estiver regando as plantas pouco ou em excesso.

1- Verifique a umidade do solo em que os tomateiros estão sendo cultivados. Olhe para o solo para ver se apresenta poeira ou rachaduras. Sinta-o com os dedos para descobrir se ele está duro. Você precisa fornecer mais água às plantas se perceber algum destes sinais. Se houver água parada ou se o solo estiver molhado quando você afunda os dedos nele, permita que as plantas absorvam mais água antes de regar de novo.

Solo rachado é um sinal claro de secura e pouca irrigação

2- Sinta as hastes dos tomateiros. Se estiverem flácidas e moles, você está colocando água demais nas plantas. Além disso, uma descoloração amarela do caule sugere que tenham sido regadas demais. Se os caules estiverem quebradiços ou escuros, as plantas precisam de mais água.

Um tronco verde e firme é um sinal de consumo de água adequado

3- Olhe para as folhas do tomateiro. Semelhante às hastes, o amarelado pode ser um sinal de excesso de rega ou de respingos sobre as folhas. Se estiverem marrons e quebradiças, você não está regando o suficiente.

Verifique as folhas dos tomateiros

4- Verifique se a pele do tomate está partida. Se estiver, é um sinal de excesso de água de uma só vez. Pare de regar e permita que o excesso de água penetre no solo. Verifique também se há flores podres, que se encontram na parte inferior do tomate. Esse é um sinal de rega irregular.

Procure aberturas na pele do tomate

 

Fonte: eHow