Conecte-se ao futuro da cafeicultura é o tema da Fenicafé 2019

HLV_4839

Na noite desta segunda-feira (11), a Associação dos Cafeicultores de Araguari (ACA) recebeu no restaurante Kabanas do Bosque, autoridades políticas locais e regionais, imprensa, associados e patrocinadores para o lançamento oficial da Fenicafé 2019 – Feira Nacional de Irrigação em Cafeicultura, que acontece todos os anos em Araguari, no Triangulo Mineiro.

Em 2019, a Fenicafé apresenta o tema: “Conecte-se ao futuro da cafeicultura”, apresentando a melhora na qualidade da cafeicultura irrigada através da tecnologia. O evento, que acontece de 19 a 21 de março, é um local para aprendizado e para realização de bons negócios com projeção para a revolução que o setor vem sofrendo nos últimos
anos.

A Fenicafé é um local para quem busca informações e ferramentas com o objetivo de aprimorar a produção no campo. É referência para o produtor que busca qualidade na produção.

O presidente da ACA, Claudio Morales Garcia, afirmou durante o evento que, apesar dos baixos preços praticados pelo café no mercado, a associação fará de um tudo para melhorar ainda mais a qualidade da feira, com o intuito de impulsionar a cafeicultura. “Procuramos aperfeiçoar todos os anos, fazendo com que cada evento seja melhor ainda que o anterior”, garante.

Ainda durante o evento, Claudio Garcia, destacou a importância do papel da imprensa para a divulgação de um evento como este. “A imprensa tem papel fundamental no crescimento da Fenicafé, pois é através dela que é divulgado o que acontece na feira e também seus resultados”, sintetiza.

Pesquisas – A Fenicafé agrega também mais dois outros eventos. Trata-se do 24º Simpósio Brasileiro de Pesquisa em Cafeicultura Irrigada e a 21ª Feira de Irrigação em Café do Brasil, que tem por objetivo a discussão e a divulgação de técnicas e pesquisas
relacionadas à cafeicultura irrigada. Mais informações podem ser obtidas através do site
http://www.fenicafé.com.br.

Anúncios

Organização da Fenicafé apresenta novidades do evento em Araguari

Feira Nacional de Irrigação em Cafeicultura acontece de 19 a 21 de março

Fenicafé será realizada em Araguari — Foto: Fenicafé/Diuvulgação

Fenicafé será realizada em Araguari — Foto: Fenicafé/Diuvulgação

Organizadores da Feira Nacional de Irrigação em Cafeicultura (Fenicafé) apresentam, na noite desta segunda-feira (11), em Araguari, a estrutura da edição 2019 do evento.

A apresentação marca o início da programação da feira, marcada para acontecer de 19 a 21 de março. As novidades serão apresentadas à imprensa especializada e autoridades.

A Fenicafé atrai um público bem específico – produtores, pesquisadores, engenheiros, técnicos e estudantes que buscam conhecimentos na área de irrigação e cultivo de café. A expectativa de público é de aproximadamente 20 mil pessoas durante os três dias de evento.

Conforme a organização do evento, neste ano, a Fenicafé mira no futuro das novas plataformas tecnológicas utilizadas na cultura do cafeeiro. Além disso, é o local ideal para aprendizado e realização de negócios mirando a revolução pela qual o setor vem passando nos últimos anos. São mais de 80 expositores e volume de negócios deve ser superior a R$ 30 milhões.

Pesquisas e novidades

Paralelamente à feira ocorrem outros dois eventos. O primeiro é o 24º Simpósio Brasileiro de Pesquisa em Cafeicultura Irrigada. O outro á a 21ª edição da Feira de Irrigação em Café do Brasil.

O presidente da Associação dos Cafeicultores de Araguari (ACA), Claudio Morales, informou que o simpósio é visado por estudantes e pesquisadores, já que se trata de uma oportunidade para eles terem publicados seus artigos e teses no anuário do evento. Em breve serão abertas as inscrições para os interessados em participar do simpósio.

Já na Feira de Irrigação são apresentados diversos modelos de máquinas e serviços que podem ser utilizados em uma lavoura. Os expositores ocuparão uma área de mais de 5 mil metros quadrados montada no Pica-Pau Country Club.

“Esperamos alcançar em 2019 o mesmo sucesso dos anos anteriores, procuramos melhorar sempre e fazer cada ano melhor que o anterior”, garante Morales.

Simpósio Brasileiro de Pesquisa em Cafeicultura Irrigada: Interessados já podem se inscrever

Screenshot_1

O simpósio faz parte da programação da Fenicafé, que acontece de 19 a 20 de março em Araguari, no Triangulo Mineiro.

Os interessados já podem se inscrever no 21º Simpósio Brasileiro de Pesquisa em Cafeicultura Irrigada, evento que acontece dentro da Feira Nacional de Cafeicultura Irrigada – Fenicafé, em Araguari, no Triangulo Mineiro.

Os artigos deverão ser enviados para o email simposio.irrigacao@fenicafe.com.braté o dia 18/02/2019. As normas para envio dos trabalhos também estarão disponíveis no site http://www.fenicafe.com.br, além do envio via correio eletrônico para todos os pesquisadores. O Comitê Científico do Simpósio emitirá o primeiro parecer a respeito dos trabalhos até o dia 28/02/2019, devendo as correções finais serem feitas no site até o dia 10/03/2019.

O simpósio tem o apoio da Associação dos Cafeicultores de Araguari – ACA, da Universidade de Uberaba – UNIUBE, do Consórcio de Pesquisa Café – Embrapa Café, da Associação Brasileira de Engenharia Agrícola – SBEA e da Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem – ABID, e será realizado no dia 20/03/2019.

O evento tem por objetivos a discussão e a divulgação de técnicas e pesquisas relacionadas à cafeicultura irrigada e será realizado em conjunto com o XXIV Encontro Nacional de Irrigação da Cafeicultura no Cerrado – FENICAFÉ 2019 e a XXII Feira de Irrigação em Café do Brasil, no período de 19 a 21 de março de 2019. Estes eventos são tradicionais e têm grande participação de técnicos, produtores, autoridades, fabricantes e revendedores de equipamentos e demais interessados no agronegócio café. Os trabalhos aprovados serão publicados nos Anais do evento, ISSN 2358-9973.

FENICAFÉ – A feira é voltada para a cafeicultura irrigada incluindo o processo de cultivo, plantio, manejo e colheita. É também um local para a divulgação de pesquisas e uma vitrine para as empresas expositoras que produzem produtos voltados para a cafeicultura.

O evento atrai todos os anos um público bem específico – produtores, pesquisadores, engenheiros, técnicos e estudantes que buscam conhecimentos na área de irrigação e cultivo de café. Todos os anos, passam pela Fenicafé um público médio de 20 mil pessoas, durante os três dias de evento.

 

Sucesso, inovação e conhecimento marcaram a 23ª edição da Fenicafé

HLV_7276.jpg

O evento, que se encerrou nesta quinta-feira (15/03) , movimentou o setor da cafeicultura irrigada nacional

Foi encerrada na tarde desta quinta-feira, em Araguari, no Triangulo Mineiro, mais uma edição da Fenicafé – Feira Nacional de Irrigação em Cafeicultura. O evento, já tradicional no setor cafeeiro, atrai todos os anos produtores, estudantes e pesquisadores. O assunto em pauta é a irrigação em cafeicultura é tempo de irrigar com consciência.

“Além de conhecimento, a feira é o primeiro contato entre empresários e produtores. É a grande oportunidade para fechamento de negócios futuros. Além das empresas de máquinas, implementos e serviços temos também os bancos e cooperativas de crédito que oferecem taxas especiais para os produtos adquiridos durante os dias da Fenicafé”, avalia superintende da Associação dos Cafeicultores de Araguari (ACA), Maria Cecília, que coordena a Fenicafé. Segundo ela, a previsão de volume de negócios é a melhor possível. “Esses números serão fechados durante os próximos dias, mas como a experiência que temos os negócios fechados este ano serão melhores que o do ano passado”.

O número de empresas expositoras mais uma vez surpreendeu a organização.  Mais de 80 empresas ocuparam 100 estandes em uma estrutura montada em uma área de 5 mil metros quadrados no Pica Pau Country Club. “Como se sabe todos os anos vem aumentando a presença de grandes empresas para feira, e isso é de suma importância para a realização do evento. Houve uma procura tão grande nos últimos dias, que se tivesse mais espaço este número com certeza seria muito maior”, garante Maria Cecília, superintende da ACA.

Outro fator de grande importância e que contribui para o crescimento do evento são os anuários e as pesquisas realizados pela ACA no Campo Experimental Izidoro Bronze, que são divulgadas durante o evento. Somando-se todos os anos o número de artigos passa de 600, envolvendo assuntos como genética, nutrição, tratos culturais fitossanitários, irrigação e manejo de irrigação na cafeicultura do cerrado.  Segundo o pesquisador André Fernandes, pró-reitor da Uniub, a Fenicafé mais uma vez conseguiu mostrar o uso racional da água e de energia, na cafeicultura irrigada. “Renomados palestrantes mostraram pesquisas que podem melhorar o dia a dia dos cafeicultores irrigantes”, detalha.

O presidente da ACA, Claudio Morales Garcia, disse que a associação só tem a comemorar. “Possuímos uma feira, que ao longo dos anos evoluiu, buscando ficar, ano após ano, mais atrativa e principalmente dando oportunidade à cafeicultura irrigada com resultados de satisfação aos expositores e aos visitantes”. Para ele, a água é o insumo mais precioso para qualquer cultura, referindo do tema do evento em 2018: “É tempo de irrigar com consciência”.

Claudio Garcia explica que a feira termina, mas o trabalho da ACA é realizado durante o ano todo. “A ACA oferece muitos benefícios a seus associados, entre eles de assessoria, agronomia e advogados. Portanto, não só comemoramos o resultado positivo de mais uma Fenicafé, mas também aproveitamos para convidar os que não fazem parte da ACA a se associarem e se beneficiarem também destes serviços”, adianta Garcia, sem deixar de agradecer todos os colaboradores que participaram desta edição.

O público médio registrado foi de 16 mil pessoas durante os três dias de evento.

Discursos de abertura – Também presente na Fenicafé, o presidente do Conselho Nacional do Café (CNC) Deputado Silas Brasileiro, foi categórico em afirmar que a cafeicultura precisa da ciência e da tecnologia para avançar, referindo-se a participação do produtor rural em eventos como este.

Já o secretário executivo do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), Eumar Roberto Novacki, participou pela primeira vez da Fenicafé e gostou do que viu. No evento, ele também falou sobre a importância da agricultura e pecuária e destacou sua evolução durante os últimos anos. “Devemos lembrar sempre que um em cada três empregos são gerados no campo. Sem contar que a agricultura brasileira alimenta 1,4 bilhões de pessoas no mundo”, informa.

O vice-governador Antônio Andrade destacou a coragem da ACA em promover uma feira como a Fenicafé. “Em tempo de crise vemos a grandeza de um evento como este. Que, além de apresentar as mais novas tecnologias de irrigação, ainda demostra preocupação com os recursos hídricos”, diz referindo-se ao tema da 23ª edição da Fenicafé – “É tempo de irrigar com consciência”.

Preservação do meio ambiente – O pesquisador da Embrapa Territorial, Evaristo Miranda, apresentou na Fenicafé gráficos mostrando a atribuição, ocupação e uso das terras do território brasileiro, incluindo dados do CAR – Cadastro Ambiental Rural. Ele mostrou no evento o papel do produtor rural na preservação do meio ambiente “Cerca de 30% de todo território nacional é preservado”, afirma, dizendo que o Brasil se destaca entre os países que mais preserva o seu território no mundo. O pesquisador fez questão de apresentar o papel do produtor rural na preservação ambiental. Segundo o pesquisador, não há, no Brasil, nenhuma categoria profissional que preserve tanto o meio ambiente como os agricultores.

Ao finalizar Claudio Garcia, afirma que a feira é um aprendizado constante. “Buscamos a excelência. Terminamos um e já pensamos no próximo. Com certeza em 2019 iremos surpreender ainda mais”, finaliza

Fenicafé – A Feira reúne especialistas, estudantes e produtores de café em um mesmo espaço. É uma grande oportunidade para discussão de aspectos relevantes da cafeicultura irrigada e tem contribuído para o crescente cultivo dessa modalidade no Brasil. A Fenicafé é dividida em três partes: o Encontro Nacional de Irrigação da Cafeicultura do Cerrado, a Feira Nacional de Irrigação em Cafeicultura e o Simpósio de Pesquisa em Cafeicultura Irrigada. É organizada pela Associação dos Cafeicultores de Araguari, em parceria com a Camda – Cooperativa Agrícola Mista de Adamantina, Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores, com patrocínio do Sicoob Aracred, Coocacer Araguari, Sankhya – Gestão de Negócios. Aconteceu de 13 a 15 de março de 2018, no Pica Pau Contry Club.

 

Ministro da Fazenda confirma presença na Fenicafé 2018

1085400-wdo_abr_3107171819_1.jpg

Está confirmada a presença do Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, na solenidade de abertura da Fenicafé – Feira Nacional de Irrigação em Cafeicultura, que acontece de 13 a 15 de março, em Araguari, no Triangulo Mineiro.

Em 2018, o tema central da Fenicafé será “É Tempo de Irrigar com Consciência”. Para isso, estão sendo preparadas palestras, debates e workshops em uma feira recheada de conhecimento para a classe produtora de café, o que envolve o grande, o médio e pequeno produtor.

A feira atrai todos os anos um público bem específico – produtores, pesquisadores, engenheiros, técnicos e estudantes que buscam conhecimentos na área de irrigação e, para isso, são esperadas pessoas de várias partes do país, incluindo todas as regiões produtores de café no Brasil.

 

Sobre o ministro

Henrique de Campos Meirelles (Anápolis, 31 de agosto de 1945) é um executivo da área financeira com sólida carreira internacional, e o atual Ministro da Fazenda do Brasil. Considerado uma das figuras mais respeitadas do ambiente financeiro brasileiro internacional, foi presidente internacional do BankBoston (principal executivo) e presidente do Banco Central do Brasil (BCB), cargo que ocupou de 2003 a 2011, durante o governo Lula. Foi Chairman do Lazard Americas, banco de investimento sediado em Nova York, senior advisor da Kolberg, Kravis and Roberts (KKR), uma empresa global de investimentos, membro do Conselho da Lloyd’s of London, empresa global de seguros,  membro do conselho consultivo da J&F Investimentos, membro do Conselho de Administração da Azul Linhas Aéreas Brasileiras, entre outros.

 

A Fenicafé é organizada pela Associação dos Cafeicultores de Araguari(ACA), em parceria com a Camda – Cooperativa Agrícola Mista de Adamantina, Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores, com patrocínio do Sicoob Aracred, Coocacer Araguari, Sankhya – Gestão de Negócios.