Preço das frutas vai subir

Resultado de imagem para frutas
Antes do tabelamento do preço do frete rodoviário, caminhoneiros cobravam R$ 17 mil para transportar do Sul para cá as cargas da Sadia e Perdigão. Na volta, cobravam R$ 7 mil para levar – daqui para lá – o sal, o melão, o mamão e outros produtos nordestinos. Mas isso mudou: agora, graças à infeliz intervenção do Governo no que sempre foi um livre mercado, o frete Sul-Nordeste manteve-se nos R$ 17 mil; porém, com o tabelamento da ANTT, o frete de retorno subiu para R$ 11,5 mil. No caso do melão, isso significará um aumento de 20% no preço final da fruta, algo difícil de repassar ao consumidor, como explica – falando de Genebra, onde está hoje, o presidente da Abrafruta, Luiz Roberto Barcelos. É o que dá quando o Governo e sua incompetência entram onde não devem entrar.

Pouca água

Luiz Girão, um dos três maiores pecuaristas do Ceará, preocupa-se com a baixa oferta de água para a agricultura irrigada. “Na Chapada do Apodi, ela já é muito pouca”, adverte ele.

Previdência

CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central, CSB, Conlutas e Intersindical – que são as centrais sindicais do País – avisaram ontem por comunicado oficial: estão contra qualquer reforma que fragilize ou desmonte a Previdência Social Pública. Será difícil mudar o Brasil.

Produtividade

Marca pioneira na área de benefícios de alimentação da Edenred Brasil, a Ticket está a apoiar o debate sobre o Ceará 2050 no que tange as ações de produtividade das empresas. Amanhã no Gran Marquise, das 8 às 10 horas. Público: gerentes de RH.

Eleição: morrendo na praia

Se uma hecatombe não acontecer, o governador Camilo Santana ganhará novo mandato na eleição de daqui a três dias. Assim, as atenções dos cearenses voltam-se para a disputa presidencial, que ganha mais emoção à medida em que as pesquisas, que são agora diárias, revelam o que parecia incrível – a consolidação da liderança do candidato da direita, Bolsonaro, e a estagnação de Haddad, o da esquerda. Embora reduzida, há a chance de tudo acabar no primeiro turno. Com Ciro, a centro-esquerda morre na praia; com Meireles e Alckmin, o centro fina-se.

Beleza

Revela o Serasa Experian: de janeiro a junho deste ano, nasceram no Brasil 10,5% de novas empresas a mais do que no mesmo período de 2017. Detalhe: os serviços de alimentação lideraram essa natalidade; em segundo lugar, ficaram os serviços de Higiene e Embelezamento Pessoal – os salões de beleza.

Bom

Micro e pequena

Amanhã, sexta-feira, 5, será o Dia da Micro e Pequena Empresa – cujo estatuto foi aprovado nesta data, em 1999. Hoje, no Brasil, 98% de suas empresas são micro e pequenas, diz o Sebrae.

Ruim

Fraturas

R$ 51 milhões gasta o SUS só com o tratamento de fraturas que as quedas ocasionam. De hoje até sábado, traumatologistas do Ceará reúnem-se no Seara Hotel para debater sobre o assunto.

Livre Mercado

Iniciado ontem, termina hoje em Genebra (Suíça) o Fórum Público da Organização Mundial do Comércio (OMC), cujo tema é “Comércio 2030”. Os subtemas do evento são o comércio sustentável, o comércio habilitado pela tecnologia e um sistema comercial mais inclusivo. O presidente da Associação Brasileira de Produtores Exportadores de Frutas, Luiz Roberto Barcelos, da Agrícola Famosa e o ex-ministro Roberto Rodrigues, falaram lá, ontem, sobre a inovação no comércio de frutas.

Fonte: Diário do Nordeste

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s