Comunidades de agricultores participam de curso sobre irrigação

05554_cursos_irrigacao_1_8443870171501990656

Comunidades de agricultores estão participando, até este sábado (21), de curso sobre irrigação, onde recebem aulas teóricas e práticas. A capacitação integra as atividades da 60ª edição da Expoema, realizada no Parque Independência. Participam produtores do Agropolo da Ilha e da cadeia produtiva do arroz. Eles estão adquirindo mais conhecimentos para melhorar a qualidade da produção e inserir técnicas mais atualizadas de cultura.

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), Márcio Honaiser, pontua que o curso é mais um estímulo aos produtores, para que possam qualificar suas culturas. “O conhecimento serve tanto a quem trabalha com hortifruticultura, quanto às cadeias do leite, bovinocultura, arroz e várias outras. A Expoema é uma oportunidade para divulgar e oportunizar essas capacitações, que têm sua continuidade no programa estadual do Agropolos”, enfatizou Honaiser.

“Todo esse aprendizado acumulado aqui no evento vamos aplicar com os produtores com objetivo de potencializar a cultura do arroz. Este tipo de ação é sempre importante por estimular a produção, ajudando a melhorar a qualidade do que é cultivado. A capacitação é sempre importante”, enfatizou o engenheiro agrônomo Sebastião Rodrigues Neto, que acompanha as ações da cadeia produtiva do arroz.

O curso de irrigação faz parte das ações do programa Agropolos, do Governo do Estado, que tem como objetivo apoiar e reforçar as cadeias de produção locais. O projeto atende a produção de pescados, hortaliças e grãos e é promovido em parceria com agricultores, instituições de classe, financeiras e de ensino. Estudantes também estão participando do curso de irrigação junto com 20 comunidades produtoras.

A produção do Agropolos é distribuída para merenda escolar da rede estadual, para pessoas em situação de vulnerabilidade e comercializada a preços mais acessíveis. Além das comunidades produtores da Ilha, que congregam 250 propriedades, as ações do Agropolos atendem ainda produtores do Rio Balsas e Rio Tocantins, das cadeias de aquicultura, leite, carne e couro e hortifruticultura, totalizando 725 propriedades. O programa oferece mais de 80 capacitações, além de distribuir maquinário e insumos.

“O Maranhão possui um imenso potencial para irrigação, graças à riqueza de águas. Estamos incentivando os nossos produtores a terem cada vez mais conhecimentos das novas tecnologias do setor, para que possam aproveitar de forma mais eficiente e sustentável a água disponível, aumentando sua produção e renda”, enfatizou o secretário Márcio Honaiser.

Fonte: Agência Notícias Maranhão

Anúncios