Uso de fertilizante em irrigação contribui para cianobactérias no açude de Boqueirão

Foto: Paraibaonline

Em entrevista na tarde desta quinta-feira (24), os professores Ethan Barbosa e Veruska Brasileiro, do laboratório de biologia aquática da Universidade Estadual da Paraíba, responsável pelos estudos das cianobactérias no açude de Boqueirão, afirmaram que as várias irrigações clandestinas encontradas no manancial contribuíram para o aumento das cianobactérias.

Segundo Veruska, foi verificado através de dados disponibilizados pela Agência Executiva das Águas (Aesa) uma grande quantidade de fósforo, advindo das irrigações.

– O uso de fertilizante contribui para cianobactérias. Alguns dados da Aesa mostram concentrações de fósforo elevadíssimas. Isso decorre da irrigação que tinha anteriormente no manancial que favoreceu essa proliferação toda – afirmou.

*As declarações repercutiram na Rádio Campina FM

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s