Embarques de limão podem crescer 25%

Resultado de imagem para limão plantação

Minas Gerais sustenta a segunda colocação no ranking nacional na produção do limão, ficando atrás apenas de São Paulo. Atualmente são mais de 90 mil toneladas anuais produzidas em diferentes regiões do Estado, mas o Norte vem se destacando, em virtude do projeto de irrigação do Jaíba. O município de Jaíba responde por 39,5% da produção mineira, e Matias Cardoso, por 31,3%. O objetivo é crescer, com aumento das exportações.

O projeto Jaíba está localizado nesses dois municípios, que respondem por cerca de 70% da produção estadual de limão, com grande participação no mercado externo. Hoje, cerca de 40% da produção da fruta cítrica é direcionada à exportação, sendo que 4.000 toneladas foram exportadas em 2016. Os produtores têm meta de aumentar a venda externa em 25% ainda este ano.

“Nós produzimos limão, manga e banana na cidade de Matias Cardoso. O limão virou o ‘queridinho’ da exportação. O limão está chegando a países da União Europeia, como Holanda, Alemanha, Inglaterra e também do Oriente Médio”, informou Cláudio Dykstra, um dos membros da Aslim (Associação dos Produtores de Limão do Jaíba).
Jaíba
O Jaíba, maior projeto de agricultura irrigada da América Latina, foi criado com o objetivo de promover o desenvolvimento regional integrado com base na agricultura irrigada, agroindústria e agropecuária.

Ocupa uma área total irrigável de 107,6 mil hectares. Na etapa I do Jaíba, a área irrigável é de 24.752 hectares e a área ocupada é 23.061. Mais da metade da área do perímetro é destinada à fruticultura, com destaque para a produção de limão.

A irrigação do Jaíba é um dos mais importantes empreendimentos agrícolas do Brasil e uma nova fronteira do agronegócio. Além do limão, a manga é uma realidade na exportação na região. Cerca de 15% da produção ou 2.300 toneladas são enviadas ao exterior.

A meta é diversificar a pauta. “O objetivo é aumentar a exportação. Vamos iniciar o planejamento do manejo da banana prata. Estamos trabalhando para melhorar a qualidade do limão trabalhando no processo da cultura, investindo em adubação, condução da lavoura, em tecnologias de modo geral”, completa o produtor.

A área do Jaíba II tem 19.276 hectares, dos quais 14 mil hectares estão em produção. Nela atuam médios e grandes produtores, contemplando 55 empresários, com 684 lotes.

A Empresa Brasileira de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-MG) atende no Jaíba 561 agricultores familiares, em uma área plantada de 1.146 hectares. Os produtores assistidos comercializam a fruticultura em entrepostos como o Centro de Abastecimento do Norte de Minas (Ceanorte), Centrais de Abastecimento de Minas Gerais (Ceasa-MG), supermercados e sacolões, bem como em mercados institucionais como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s