Piauiense cria projeto de captação de água subterrânea utilizando luz solar

Objetivo é que agricultores posam produzir durante o ano inteiro.
Sistema permite captar 80 mil litros e viabiliza agricultura irrigada.

Irrigação do Projeto de Captação de Água (Foto: João Fonseca/Arquivo Pessoal)Irrigação do Projeto de Captação de Água (Foto: João Fonseca/Arquivo Pessoal)

Com o desejo de ajudar sua cidade natal a sanar o problema da falta d’água, o piauiense João Gualberto Fonseca, de 49 anos, criou um projeto que utiliza a enegia solar para captação de água no subsolo. O idealizador do ação mora há 28 anos em São Paulo e instalou o projeto para utilização em agricultura irrigada em Landri Sales, a 370 km de Teresina.

“Constumo dizer que saí do Piauí, mas o Piauí não saiu de mim. Não consigo fingir que não vejo as dificuldades que as pessoas da minha cidade passam principalmente por conta da seca. Por isso criei o projeto, para ajudar minha Landri Sales a poder fazer o cultivo sem se preocupar com a seca”, explicou o idealizador.

João Fonseca trabalha como eletricista industrial na capital paulista e utilizou seu próprio dinheiro, conhecimento e pesquisas para aperfeiçoar o projeto que ainda está em fase experimental. Além do relação pessoal com o lugar escolhido para implantação, o idealizador destaca que há em abundância a matéria prima necessária para o sucesso do projeto: sol.

“Para que dê certo, precisamos de sol e água e temos muito! Nosso estado tem sol durante quase o ano todo e grandes lençóis freáticos de onde podemos tirar cerca de 80 mil litros de água por dia para irrigar as plantações, propocionando assim o cultivo e venda de produtos dentro do município, gerando renda”, acrescentou.

Cinco famílias da zona rural de Landri Sales se beneficiam da fase de teste do projeto. Estas tem cerca de 15 mil metros quadrados para cultivo de tomate, pimentão, repolho, couve, milho verde, mandioca, melancia e abóbora utilizando a água captada para irrigação.

A energia solar captada é convertida em energia elétrica e utilizada em uma bomba hidráulica de um poço tubular, captando assim água dos lençóis freáticos. Segundo João Gualberto, testes no sistema já conseguiram captar 80 mil litros de água por dia, com possibilidade de aumentar essa vazão para até 100 mil litros.

O agricultor Pedro dos Santos Chaves, um dos beneficidados com a empreitada, acredita que com incentivo, o projeto pode beneficiar mais familias e a geração de renda de todo o município.

“Eu acredito no projeto e acredito que ele ajudará outras pessoas também. Tudo que comemos hoje vem de outro estado. Temos a oportunidade de conseguir utilizar o que for cultivado aqui mesmo, dessa forma podemos baixar o custo dos produtos e gerar renda para o municipio. É uma oportunidade pra gente crescer”, acredita o agricultor.

Próximos passos
João Fonseca afirmou que vem para o Piauí no mês de setembro para auxiliar outras famílias que demonstraram interesse em implementar o projeto em suas propriedades.”Recebi telefonemas de pessoas interessadas na energia solar e vou para Landri Sales para saber da viabilidade das ideias”, disse.
Fonte: G1

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s