Veja como funciona uma válvula direcional para um sistema de irrigação

87454362

Propósito da válvula

Em um sistema de irrigação sem impedimento de retorno de fluxo, uma conexão direta existe entre a água contaminada do solo e o fornecimento de água encanada. Desde que a água esteja continuamente fluindo para fora, em direção ao jardim, as reservas de água potável continuam limpas; porém, se o fluxo para, água poluída pode migar para dentro da linha de água, ou até mesmo ser ativamente arrastada para o encanamento da casa através de um efeito sifão. Impedidores de retorno de fluxo, ou válvulas de retenção, separam a água de irrigação da água limpa, permitindo que o fluxo ocorra em apenas uma direção.

Fluxo ativo

As válvulas de retenção dupla são projetadas para permitir que a água flua sempre que a pressão de alimentação exceder a pressão na saída. Na posição “on” (ligado), a pressão da água na linha de saída cai porque a válvula de saída abre. A pressão na alimentação comprime as molas da válvula e ambas as válvulas abrem-se, permitindo que a água passe. Ambas as válvulas devem estar abertas para permitir que a água passe, mas se apenas uma delas selar, o lado do fornecimento de água ainda estará protegido. Válvulas de corte manual em qualquer lado do impedidor de retorno de fluxo permitem que o sistema seja testado em ambas as direções. Com a válvula de saída desligada e o lado de fornecimento de água ligado a água sairá das válvulas esferas quando abertas. Com o lado de alimentação desligado e a válvula esfera do lado do fornecimento aberta, não deverá haver nenhum vazamento de água, pois as válvulas de retenção deverão estar ambas fechadas. A segunda válvula de retenção bloqueia qualquer retorno de fluxo.

Sem fluxo

Quando os irrigadores não estiverem funcionando, as válvulas em suas cabeças deverão estar fechadas para acumular pressão naquele lado da linha. Quando a pressão estiver equalizada nos lados de entrada e saída, as válvulas de retenção se fecharão. Se a pressão no lado de fornecimento cair, como ocorreria em um efeito sifão, a pressão negativa do lado de fornecimento selará mais ainda a válvula. Como as válvulas criam uma barreira física entre a água na linha de fornecimento e a água restante no cano de saída, não existe risco de contaminação.

Quebra vácuo

O quebra vácuo do impedidor de retorno de fluxo é frequentemente usado onde os efeitos sifão são um problema, como em sistemas de irrigação que ficam sobre o nível do encanamento do porão da casa. A água correndo através do sistema inferior pode criar pressão negativa suficiente para sugar a água do jardim. Válvulas quebra vácuo devem ser instaladas no mínimo 30 centímetros acima do ponto mais alto do sistema de irrigação, que expõe-as a congelamento e danos por impacto. Uma única válvula tipo mola consegue selar uma porta no cano que abre-se para o ar externo. A posição normal da válvula é fechada, esteja a água correndo através do sistema ou não. Se um efeito sifão começa, a pressão no cano cai e abre a válvula, permitindo que ar entre na tubulação. Isso faz com que a água na linha de saída volte para o nível do solo, e o processo de sifão é quebrado. Sem a pressão negativa do efeito sifão, a válvula fecha-se novamente. Nessa válvula não existe barreira física entre os dois lados da linha.

 

Fonte: eHow

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s