Nova captação de água do perímetro de Itiúba acompanha nível do rio São Francisco

16776892456_4e3ccc7ce3_n

Os agricultores do Perímetro Irrigado do Itiúba, mantido pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) às margens do rio São Francisco em Porto Real do Colégio (AL), já contam com uma nova estrutura para captação de água no rio São Francisco. Numa ação emergencial por conta da redução da vazão do rio, o Ministério da Integração Nacional, por meio da Codevasf, implantou uma estrutura de captação flutuante que acompanha o nível do rio suprindo a indisponibilidade do sistema de captação fixa de água.

Essa ação emergencial do governo federal, com investimentos de cerca de R$ 1,7 milhão, garante aos agricultores a irrigação dos lotes no perímetro do Itiúba e a continuidade das safras de arroz e outras culturas desenvolvidas na área. “Temos monitorado a vazão em toda bacia do rio São Francisco e isso tem norteado nossas ações. Assim, podemos nos antecipar, como foi esse o caso na implantação dos flutuantes em Itiúba, e evitar a interrupção do fornecimento de água para a irrigação. Isso garante a continuidade da produção e contribui para o desenvolvimento da região”, explicou o diretor da Área de Gestão dos Empreendimentos de Irrigação da Codevasf, Luís Napoleão Casado.

De acordo com o engenheiro mecânico da Codevasf Carlos Batista, responsável por acompanhar o projeto em Alagoas, a antiga estrutura de captação de água da estação de bombeamento principal, formada por três bombas fixas com vazão de 500 litros por segundo e por duas bombas flutuantes com capacidade de vazão de 350 litros por segundo, que funcionavam como complementação ao sistema fixo, não garantia o pleno funcionamento do sistema de captação de água para irrigação.

“Em função da baixa vazão do rio São Francisco, a estrutura fixa de captação de água já não garantia a vazão necessária para abastecer o canal principal de irrigação do perímetro do Itiúba, que é de mil litros por segundo. Além disso, a estrutura flutuante já não cumpria sua função”, informou.

Ele acrescentou que, além da implantação de uma nova estrutura flutuante na estação de bombeamento principal, as obras emergenciais no perímetro do Itiúba também realizaram uma adequação na estrutura da estação de bombeamento 02 a fim promover o melhor funcionamento por meio de reposicionamento no canal que transporta a água do rio São Francisco para a estrutura de canais de irrigação do perímetro.

Outra adequação na estrutura de captação de água foi a implantação de melhorias que facilitam o manuseio de cargas e a manutenção da estrutura, como a elevação da monovia e ampliação das rampas de acesso.

A nova estrutura está integrada ao projeto de modernização dos perímetros públicos de irrigação da Codevasf em Alagoas com a interligação ao novo centro de controle de motores (CCM), implantado em 2015 no perímetro do Itiúba, que está otimizando o controle sobre os sistemas de irrigação e drenagem a partir do uso de tecnologia e proporcionando redução no consumo de energia elétrica.

O próximo passo é o recebimento pela Codevasf da obra concluída e a emissão do Termo de Encerramento Físico. No entanto, desde janeiro deste ano, os agricultores irrigantes do Itiúba contam com o funcionamento da nova estrutura de captação flutuante.

Fonte: Alem do tempo 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s