Perímetros irrigados da Codesvaf em Sergipe batem recorde de produção com garantia de fornecimento de água

sistema-de-irrigacao

Recente balanço de produção divulgado pela Codevasf indica novo recorde de produtividade da rizicultura em perímetros irrigados do Baixo São Francisco sergipano. Os resultados demonstram que investimentos em melhorias na infraestrutura de uso comum dos perímetros são fundamentais para o sucesso da produção.

Em 2015, a companhia investiu R$ 464,5 mil para adquirir 10 novos conjuntos de eletrobombas, dentre os quais dois conjuntos eletrobombas de eixo horizontal, quatro conjuntos de eletrobombas anfíbias e dois conjuntos de motobombas. A ação possibilitou o fornecimento regular de água aos produtores, mesmo com a baixa vazão do rio São Francisco. As doações de 400 toneladas de sementes certificadas de arroz pelo Governo de Sergipe no ano também contribuíram para os resultados.

O destaque foi o perímetro Betume, com índice médio de produção de 9,5 toneladas de arroz por hectare, após levantamentos finais da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). Nos perímetros Cotinguiba/Pindoba e Propriá, a produtividade média foi de 7,8 e 6,5 toneladas de arroz por hectare, respectivamente.

De acordo com os dados da Gerência Regional de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf em Sergipe, o volume total de arroz produzido pelos perímetros Propriá, Cotinguiba/Pindoba e Betume chegou a cerca de 30 mil toneladas em 2015. O resultado representa aumento de 20% em relação à safra anterior, quando foram colhidas 25 mil toneladas. Os perímetros do Baixo São Francisco sergipano são responsáveis por aproximadamente 90% de toda a produção de arroz do estado de Sergipe.

O superintendente regional da Codevasf, Said Schoucair, afirma que as ações da companhia são voltadas a atender demandas apresentadas pelos produtores. “Com as reduções de vazão do rio São Francisco, realizamos todos os esforços para garantir o fornecimento de água, porque essa é a prioridade para o funcionamento do perímetro. Os resultados obtidos pelos irrigantes demonstram que a nossa ação tem sido eficiente”, declara o superintendente.

 

Bombas flutuantes

Outra ação iniciada no ano passado para garantir o funcionamento adequado do sistema de captação de água foi a aquisição de novos conjuntos de bombas flutuantes para os perímetros irrigados, com recursos direcionados pelo Ministério da Integração Nacional para ações emergenciais em virtude da redução da vazão do São Francisco. Os serviços foram contratados e a previsão é de que sejam finalizados nos próximos 30 dias. O investimento em Sergipe é de aproximadamente R$ 2,2 milhões.

 

Dia Mundial da Água 2016: Investir em Água é investir em Empregos

Ao viabilizar investimentos para a infraestrutura de uso comum dos perímetros irrigados e garantir o fornecimento de água a produtores rurais, a Codevasf contribui para a geração de renda e emprego na região do Baixo São Francisco sergipano. A ação está inserida no contexto do lema que a ONU Água elegeu para o Dia Mundial da Água em 2016, comemorado no dia 22 de março: Investir em água é investir em empregos. O objetivo da campanha é sensibilizar a população para a necessidade de preservação de recursos hídricos.

A rizicultura é uma das principais atividades econômicas da região do Baixo São Francisco sergipano. Atualmente, os perímetros Propriá, Cotinguiba/Pindoba e Betume geram cerca de oito mil empregos diretos e indiretos. No ano de 2015, a atividade injetou aproximadamente R$ 30 milhões na economia da região, correspondentes à receita bruta gerada pelo cultivo de arroz nos perímetros irrigados do Baixo São Francisco sergipano.

O gerente regional de Irrigação da Codevasf, Ricardo Martins, explica que a produção de arroz representa fonte de renda fundamental para centenas de famílias da região. “É importante notar que os produtores desses perímetros conseguem, por meio da agricultura familiar, igualar ou superar índices obtidos por grandes empresários do Sul do país. É uma grande vitória, possível pela dedicação dos agricultores e pelo apoio da Codevasf a essa atividade econômica”, afirma Ricardo.

Fonte: Codevasf

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s